Skip to main content

Biópsia Pulmonar

By 8 de setembro de 2019setembro 9th, 2019Pneumologia

A biópsia pulmonar se refere à retirada de fragmentos de pulmão, traquéia ou brônquios para o diagnostico das mais variadas doenças pulmonares. Após a retirada, o material é enviado pra o médico Patologista que dá avalia o material e dá o diagnóstico final.

Existem várias formas de retirar fragmentos de pleura e pulmão. Pode ser realizada por endoscopia respiratória ou broncoscopia, por biópsia transtorácica guiada por tomografia.

Pode ser realizada via endoscopia respiratória ou broncoscopia. Nesse procedimento, após sedação e monitorização do paciente, o broncoscópio é introduzido por nariz (mais frequentemente) ou boca e visualiza a traquéia e os brônquios realizando a coleta do material, que pode incluir secreção pulmonar (lavado broncoalveolar) e/ou fragmentos de pulmão.

Na biópsia transtorácica guiada por exame de imagem que pode ser Ultrassonografia ou tomografia, uma agulha de biópsia é posicionada na área desejada. Após confirmação da localização adequada da agulha, fragmentos são retirados.

Há ainda a biópsia pulmonar cirúrgica. Com o advento da técnica de cirurgia por vídeo ( vídeo-toracoscopia), com a incisão reduzida, o tempo de recuperação e complicações se reduziram bastante.

Cada forma de biópsia tem suas indicações, contra-indicações e complicações. De modo geral a broncoscopia tem menor índice de complicações que a biópsia transtorácica por exame de imagem, mas para nódulos pequenos mais próximos da periferia do pulmão tem menor poder diagnóstico.

Todos os métodos de biópsia têm vantagens e desvantagens que devem ser explicadas pelo médico que está conduzindo o caso. O ideal é que o médico, seja Pneumologista ou cirurgião torácico, tenha experiência com o diagnóstico invasivo das lesões pulmonares.

Consulte um especialista. Quer saber se um médico é especialista, clique aqui para saber se meu médico é especialista!

(74) 3612-9274